Sentada no sofá
Da janela de minha sala
Vejo uma bela pipa
Que dança toda sapeca
No céu azul
Da tarde de verão.
 
Baila prá lá...
Baila prá cá...
Despreocupadamente
Ao som do blelm blem blem
Do sino da igreja
Que toca insistentemente
Chamando os fiéis
Para a santa oração.
 
Pipa Sapeca
Vestida de vermelho
Com rabiola multi-colorida
Embeleza o céu claro
Da tarde de verão.
 
Pipa sapeca
Com seu vai e vem
Enche de alegria
O coração de um menino
Que brinca com ela
cheio de animação.
 
Mas eis que ...
O céu escurece
E a brisa suave
Da tarde calma de verão
Se transforma em ventania...
Depois em vendaval.
E pobre pipa sapeca
Desgovernada vai ao
chão.
E alí jaz agora
Abandonada
Na tarde chuvosa de verão.
 

 

 

 

 

A PIPA SAPECA

Regina Helena Conde